05 agosto 2016

Livro Menina Má - Darkside Books


   Quem é apresentado a Rhoda Penmark , de 8 anos, já nota sua singularidade: perfeita, comportada, bem vestida, organizada, e com uma carinha inocente... Mesmo reunindo tantas qualidades, o título do livro a denuncia. Não se engane com essa capa rosa, saiba que Rhoda não é bem uma criança angelical....


  O livro The Bad Seed, (Semente do Mal) foi publicado em 1954, escrito por William March e aqui no Brasil, foi traduzida como Menina Má  e publicada pela caveirinha, DarkSide Books. Com certeza, todo podemos imaginar o impacto de uma história sobre uma menina psicopata naquela época.



“Será a maldade uma espécie de semente que carregamos dentro de nós, capaz de brotar na mais adorável das crianças?”


    A família muda-se para outra cidade e na nova escola acontece uma tragédia com uma aluno que, ganhara um concurso de caligrafia, cujo prêmio era algo que Rhoda almejava muito. Estaria a menina envolvida  nesse acontecimento? Seria possível se indagar sobre isso, ainda mais questionar o envolvimento de uma criança num caso como este? Todos ficaram de luto, enquanto Rhoda agia como se nada tivesse acontecido. Diante dessa atitude, a mãe Christine Penmark começa a investigar a filha.

   A partir deste episódio, Christine, ao analisar a filha, começa a estudar sobre casos de psicopatas famosos e resgatar lembranças do passado. Logo, temos a seguinte questão a ser tratada na história: A maldade é passada hereditariamente ou o ambiente é que molda esse gene maligno, fazendo uma pessoa cometer atos tão repugnantes? A psicanálise e psicopatia infantil são abordados neste livro de maneira bem sutil, e de forma que o leitor facilmente compreenda. Rhoda é uma menina bastante dedicada e disciplinada, criada em um lar amoroso, chamando a atenção dos adultos e sendo odiadas por outras crianças.

   O protagonismo feminino neste livro é algo bem marcante: temos uma mãe, que na ausência do marido e querendo poupá-lo desse infortúnio, se vê sozinha para lidar com tais problemas, Mesmo com a história girando em torno das atitudes de Rhoda, temos Christine, um personagem importantíssima e num papel tão difícil: perceber o lado doentio da filha e saber como agir com algo tão denso.

  O livro é narrado em terceira pessoa, logo não iremos entender  a mente de Rhoda, mas vamos observá-la sob olhar materno. Aos poucos vamos nos perdendo na mente aflita da mãe, que não consegue mais compreender esse impulso egoísta e maldoso vindo da filha. Seu instinto materno a faz viver um dilema entre temer as consequências dos atos da filha (caso todos saibam) ou proteger quem cruza o caminho de Rhoda.

   A leitura é bastante instigante. Impossível não se colocar no lugar de Christine, sem se frustrar com as possíveis retaliações da sociedade para com a sua filha, caso seja verdade os atos criminosos. O dever moral e o instinto protetor entram em conflito e até me colocou  no lugar dela me pondo a  refletir sobre tais circunstâncias. (Leitor em cena)





Ganhei o livro num sorteio no instagram da DarkSide Books. A capa chamativa, as folhas num tom amarelado, para lembrar o leitor que o livro é um precursor e inspirou muitas outras histórias de psicopatas infantis posteriormente. Adorei a qualidade do livro, sempre via as amigas falarem em suas resenhas da qualidade impecável da editora, e é impossível negar o empenho que a DarkSide faz caprichando em cada livro lançado, e até na aproximação com os leitores. Edições como Hellraiser e Zé do Caixão são as que me chamam mais atenção, espero adquirir em breve.

Veja outros títulos da DarkSide Books , no site: http://www.darksidebooks.com.br/

Saiba mais:

Documentário: Para quem se interessa por casos reais de psicopatia infantil, como  neste documentário, "A Ira de um Anjo", muito conhecido por sinal. Veja o doc AQUI.

Filme baseado no livro "The Bad Seed": Logo depois de ler, precisava assistir o filme (que adorei por sinal), e que não é totalmente semelhante ao livro. O filme ganhou um tradução estranha aqui no Brasil, titulado "Tara Maldita". Vale a pena conferir.



Encontre o livro:






*Fotos tiradas por mim, autora do blog.
*Este post não é um publieditorial. 

Me encontre nas Redes Sociais:

Instagram: @ohmaygoth
Twitter: @ohmaygoth
Snapchat: @ohmaygoth13

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário. Sua opinião é muito importante para o blog! :*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Oh May Goth © 2015 Todos os direitos reservados. imagem-logo